quarta-feira, 17 de setembro de 2008

J.BORGES A LEITURA E O CORDEL

J. Borges começou vendendo folhetos de cordel. Aprendeu a ler e a escrever para conseguir ler os versos de cordel. Publicou o seu primeiro cordel em 1964, "O Encontro de Dois Vaqueiros no Sertão de Petrolina", com ilustrações de Dila. Vendeu cinco mil exemplares em sessenta dias. O artista revela que teve que aprender a fazer as próprias gravuras para ilustrar os seus folhetos.


Sobre o futuro do cordel o artista diz que "só não se vende mais, porque acabaram os cordelistas de feira, antigamente, eram muitos os criados sem escola, sem nada, que partiam para criar cordel, sem pedir nada pra ninguém. Hoje não trabalham, a mentalidade é outra, não se dedicam a nada, e vão pedir, se acostumam e ficam marginalizados. A maioria começa pedindo, e depois se intoxica. Entra nisso, e no meu tempo não, no meu tempo ia escrever, estudar, desenhar."




video

Nenhum comentário: